Solidários con a luta dos professores

Antonio Cotrim

O Colectivo Marxista saúda a luta dos professores, um dos destacamentos mais combativos da classe trabalhadora, numa luta que diz respeito a todos em defesa dum ensino público, gratuito e de qualidade!

Ao longo dos anos e dos governos, os professores têm sido prejudicados tanto em relação a salários, como às regras de recrutamento, colocações nas escolas, evolução na carreira, contabilização de tempo de serviço, acesso à reforma. E nesta sequência de governos não podemos esquecer os anos de omissão durante os tempos da “geringonça”…

Tanto a magnífica manifestação de sábado (14 de Janeiro) como as greves e manifestações distritais que decorrem nesta e nas próximas semanas são poderosas formas de luta dos professores e demais agentes educativos que demonstram à saciedade a sua vontade em levar este combate até às últimas consequências.

Não falta consciência e vontade de lutar! Saibam por isso todos os dirigentes e estruturas sindicais construir uma unidade alicerçada na ação e na solidariedade, uma unidade forjada na diversidade de opiniões, no livre debate e organização, mas também numa sólida e consequente disciplina na hora de agir. Se dos princípios não se deve tergiversar, da flexibilidade tática não se pode fugir!

Estamos certos de que a vitória dos professores e de todos os profissionais do sector da educação sinalizará para o conjunto da classe trabalhadora, tanto a força potencial que possuí, como a capacidade que tem de tomar o destino nas suas mãos!